Projeto da FAAG assistirá comunidade negra contra coronavírus

27 abril 2020 | Notícias

Instituição produzirá máscaras, distribuirá álcool em gel e 150 tablets para jovens negros com verba de R$ 220 mil concedida pelo Fundo Baobá

Em meio à pandemia do novo coronavírus, a FAAG (Faculdade de Agudos) executará um projeto assistencial totalmente voltado à comunidade negra de Agudos e Região em situação de vulnerabilidade social. A instituição conseguiu verba de R$ 220 mil com o Fundo Baobá – organização dedicada à promoção da equidade racial da população negra no Brasil – para produzir 1.200 máscaras de proteção, comprar e distribuir álcool em gel, sabão e cestas básicas, além de 150 tablets para jovens afrodescendentes, que estejam em situação de risco social. As mais de mil máscaras serão confeccionadas por alunos do curso superior de Design da Faculdade.

Por meio dos tablets com chip de dados, os jovens receberão terão aulas online de jogos de negócios e empreendedorismo, com professores da FAAG. Haverá todo o suporte e estrutura digital disponíveis e com interação em tempo real

“Vamos oferecer o curso de liderança para que dentro da comunidade e da família deles, esses adolescentes sejam capazes de orientar sobre a importância do isolamento social e dos cuidados de higiene pessoal para não contrair o coronavírus. Paralelamente, faremos uma capacitação de empreendedorismo. Este projeto visa apoiar esta classe e formar líderes negros. A ideia é despertar o papel social que eles têm”, ressalta Marcia Vazzoler, mantenedora da Faculdade de Agudos.

A escolha dos jovens e das famílias que serão contemplados pelo projeto será feita via triagem nas secretarias de Assistência Social e escolas de ensino médio de  Agudo e Região.



Compartilhe!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *